Pega-monstros!!!

Somos alunos do 1º ano da Escola EB1 Conde Dias Garcia e de 2 em 2 semanas transformamo-nos em Pequenos Cientistas Sanjoanenses.

Este ano fizemos muitas experiências e nesta última aula a professora Guida fez-nos uma surpresa:

PEGA-MONSTROS!!!!!!!!!!

Obrigada professora Guida por tudo o que nos ensinou.

E agora a Receita:

Material:

  • – Cola Líquida
  • – Água
  • – Borato de Sódio
  • – Corante Alimentar
  • – Copos
  • – Colheres

Modo de Preparação:

  1. Colocar 15 ml de cola líquida num copinho;
  2. Adicionar 20 ml de água e mexer bem.
  3. Misturar umas gotas de corante alimentar e voltar a mexer.
  4. Adicionar 15 ml da solução de borato de sódio e mexer muito bem.

Solução de borato de sódio:

  • Aquece 1 litro de água (não deixar ferver).
  • Adiciona 30 g de borato de sódio e mexe muito bem para que todo o borato de sódio se dissolva na água.

Receita perfeita, mistura feita.

Que surpresa!

Pega-monstros agarrados à mesa, às mãos e ao chão.

Cuidado e atenção: Limpar utensílios e as mãos!

 

Registo fotográfico:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

1º ano de EB1/JI Conde Dias Garcia

 

Anúncios

Experiências com a água – continuação

Na aula de Ciências experimentais realizámos experiências com água.

Será que a água tem cor? E cheiro? E sabor?

Colocámos em 4 copos, água potável (água engarrafada) e misturámos 1 colher de açúcar no copo 1; 2 gotas de corante alimentar, no 2; algumas gotas de limão no copo 3, o copo 4 ficou só a água. Fizemos a nossa previsão sobre o que o iria acontecer e registámos na tabela.

De seguida observámos e provámos o conteúdo dos copos e concluímos que a água não tem sabor nem cor e também não tem cheiro. Nem todos acertámos nas nossas previsões!

Realizámos outra experiência em que observámos o que acontece à água quando a mudamos para recipientes de diferentes formas e registámos no recipiente o seu nível.

Observámos que a quantidade de água é sempre a mesma mas que fica com a forma do recipiente onde a colocamos.

Foi bem divertida esta aula e muito interessantes as experiências que fizemos!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

1ºano, EB 1 Espadanal

Prof.ª Idília Mota

Experiências com água

No dia 22 de maio de 2017, os alunos do 1ºano da turma A da escola EB de Ribeiros, realizaram experiências com a água.

A professora Guida iniciou a aula colocando a questão à turma: “ O que significa a palavra flutuar?”

“É o que fica à superfície da água“, respondeu um aluno.

De seguida, levantou mais uma pergunta:

“Que objetos já viram a flutuar na água?”

Muitas ideias surgiram, “um barco, uma prancha, uma boia, uma bola, um colete salva-vidas”.

A primeira experiência intitulava-se “flutua ou não flutua”. Foram utilizados diversos materiais (clip, moeda, rolha de cortiça, afia, borracha, lápis, bola) e os alunos começaram por fazer a sua previsão (preenchendo uma tabela com flutua ou não flutua). Depois experimentaram e registaram o que observaram.

Concluíram que há materiais que flutuam e outros que não flutuam. Os mais densos que a água afundam e que os que são menos densos do que a água flutuam.

A segunda experiência “O que acontece a alguns materiais quando são misturados com a água?” consistiu em misturar materiais com água e verificar se se dissolviam ou não. Como de costume, foram feitas as previsões. Depois, foi realizada a experiência e finalmente concluiu-se que alguns materiais se dissolvem na água, como o açúcar e o sal, mas há outros que não se dissolvem, como o azeite e a areia. A areia ficou no fundo do copo porque é mais densa que a água. O azeite ficou por cima da água porque é menos denso que a água.

Cá ficamos a aguardar, ansiosamente, pela última atividade experimental deste ano letivo!

Este slideshow necessita de JavaScript.

1º A, EB1/ JI dos Ribeiros

Prof.ª Emília Guimarães

Flutua ou não flutua?

Na atividade dos Pequenos Cientistas Sanjoanenses do mês de maio, nós, alunos do 1º ano da EB1/JI das Fontainhas, estivemos a experimentar se alguns objetos flutuam ou afundam.

Foi muito divertido e ficamos espantados com algumas observações que realizamos, pois havia alguns objetos que não imaginávamos que flutuassem e outros que afundassem.

Concluímos que os objetos que eram mais densos que a água afundam e que os que são menos densos do que a água flutuam.

De seguida, estivemos a moldar plasticina de várias formas para depois verificarmos se flutuavam ou não. Fizemos vários objectos engraçados, tais como: cestos, tampas, rolhas, canoas, barcos, ninhos, bacias e até houve quem fizesse uma carapaça de tartaruga. Em todos estes objetos havia uma coisa em comum, uma concavidade, uma “caixa de ar”, que permitiu que os vários objetos flutuassem.

Foi uma atividade muito engraçada que nos ajudou a perceber a razão pela qual os objetos flutuam ou não.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Alunos do 1º Ano da EB1/JI das Fontainhas

Os animais

A aula do dia 28 de abril, dinamizada pela professora Guida, no 1ºB da EB do Parque, envolveu um caracol!

Inicialmente começamos por visualizar um PowerPoint, com vários animais, através do qual falamos acerca da grande diversidade de animais que existe e que cada espécie possui caraterísticas próprias, como a cor, tamanho, tipo de alimentação, ambiente em que vive, tipo de revestimento do corpo, forma de locomoção e etc.

Depois das explicações preciosas da professora Guida, acerca das precauções a ter com o manuseamento da lupa e dos cuidados a ter com os bonitos exemplares da classe gastropoda conseguimos observar os caracóis que teimavam em sair da folha branca onde foram colocados para observação! Foi muito divertido e como somos muito curiosos, fizemos muitas perguntas à professora.

Aprendemos que o caracol tem uma concha (em espiral) e quando nasce já a têm, porque faz parte do seu corpo.

Pensavamos que os caracóis tinham “corninhos” mas descobrimos que têm tentáculos, pois fazem parte de um grande grupo de animais que são os moluscos. Na ponta dos tentáculos maiores estão os olhos.

Ficamos muito espantados quando descobrimos que os caracóis não gostam muito de sol e recolhem o seu pé (em forma de palmilha ventral) e a cabeça (distinta com tentáculos e olhos) e ficam recolhidos até que as condições ambientais sejam favoráveis. Assim, alimentam-se, sobretudo durante a noite, quando está mais fresco.

No verão, quando está muito calor, produzem um muco mais espesso que tapa a abertura da concha e permite que não desidratem e que fiquem colados às superfícies.

A sua reprodução também é um pouco estranha! Cada animal possui os dois órgãos reprodutores (são hermafroditas) necessitando, de igual forma, de um parceiro para que a reprodução aconteça.  Põem ovos e enterram-nos.

Este contacto direto com animais é sempre muito interessante e divertido. A nossa participação e atenção foram muito evidentes e as aprendizagens de hoje ficarão para sempre marcadas nas nossas vidas e nos farão olhar para os caracóis de uma forma mais cuidada.

É ainda importante referir, que no final da aula, estes animais simpáticos foram colocados no seu habitat natural onde puderam desfrutar de uma deliciosa refeição à base de alfaces e maçãs!!!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

1ºB, EB 1/JI do Parque

Professora Marisela Oliveira

 

Plantas (resultados)

Olá!

Somos os alunos do 1ºano da escola EB 1 do Parrinho, e queremos partilhar convosco o resultado da atividade sobre as plantas.

As sementes germinaram dando origem a pequenas plantinhas. Depois, sempre que necessário regámos o nosso vaso e as plantinhas foram crescendo…e, olhem como cresceram!

(Foto do vaso do Hugo)

1ºano, EB 1 Parrinho

Prof.ª Filipa Rosário

À descoberta das plantas

Hoje tivemos mais uma aula dos “Pequenos Cientistas” e continuámos a estudar o maravilhoso mundo das plantas. Começámos por analisar os resultados das experiências realizadas na aula anterior. Verificámos que todas as sementes que tinham água ( no recipiente com algodão e no recipiente com terra) germinaram, dando origem a novas plantas, mas umas estavam quase a morrer. Concluímos que, para germinar, as sementes necessitam apenas de água e ar, mas, para se desenvolverem as plantas, necessitam de água, ar, terra e luz. Nesta aula, aprendemos também as diferentes partes que constituem as plantas.

E como agora já sabemos tudo sobre as plantas, estamos prontos para semear e cuidar delas. Para isso, cada um de nós começou por decorar o recipiente que vai receber as sementes. Como a Páscoa está já aí, decorámos uns copinhos de plástico com umas orelhas e umas patinhas de coelho. Ficaram mesmo fofos! Depois, foi só enchê-los com terra, colocar as sementes de alpista, cobrir com mais um pouquinho de terra e regar.

Agora, só temos de ir regando as nossas sementes e aguardar que germinem, para depois continuarmos a cuidar das nossas plantas. Estamos super ansiosos!!!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

1º B, EB 1/JI Ribeiros

Profª Diana Leal

%d bloggers like this: