Experiências sobre eletricidade

Hoje, dia 12 de abril, a nossa aula de ciências teve muita “energia”!

Começamos por registar numa tabela as nossas ideias sobre a condutibilidade de alguns objetos e, logo de seguida, testamos o nosso “penso que…”. Tivemos algumas surpresas em relação a alguns objetos que conseguiram ser bons condutores da corrente elétrica, tais como a folha de papel de alumínio, o grafite e a moeda.

Esta atividade experimental despertou-nos a curiosidade de descobrir outros objetos que fossem bons condutores da corrente elétrica e até pedimos à professora Guida para os testarmos. Foi o máximo! A nossa tesoura, o travessão do cabelo da Lara Maria e a pulseira de prata da Lara revelaram-se bons condutores, já a peça do lego do Afonso e a bonequinha da Alexandra são maus condutores da corrente elétrica.

No final desta experiência ainda ficamos a saber que o corpo humano, a água, a água salgada, a terra húmida, entre outros, também são bons condutores de corrente elétrica.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

A segunda atividade experimental realizada pretendeu responder à questão: “Será possível construir uma pilha com limões ou com batatas?”. Antes de realizarmos esta experiência estivemos a ler uma informação sobre como é que as pilhas armazenam a eletricidade, que foi bastante útil para percebemos que as pilhas são uma fonte de energia elétrica e que essa energia resulta de reações químicas que se dão no seu interior e que originam uma corrente elétrica.

Para esta experiência precisámos de limões, moedas, batatas, parafusos de zinco, fios elétricos com pontas de crocodilo, led, moedas de cobre, calculadora e uma campainha.

Concluímos que os limões contêm sumo com propriedades químicas ácidas e as batatas são moderadamente alcalinas. Quando introduzimos num limão e depois numa batata a moeda e o parafuso, próximos um do outro, houve a produção de eletricidade resultante da reação química que ocorreu.

1

Pilha de batatas – colocou a calculadora a funcionar.

IMG_2061

Pilha de batatas – colocou a campainha a tocar.

3

Pilha de batatas – acendeu um led.

 

 

 

 

 

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

De seguida, fomos fazer outra experiência para responder à questão “Será possível construir uma pilha com lama?”. Inicialmente achámos esta ideia um pouco estranha, mas uma vez que foi possível construir pilhas biológicas com frutos e tubérculos não havia outra solução senão experimentar para satisfazer a nossa curiosidade e colocámos “mãos” ao trabalho!

Quando observámos uma calculadora, um led e uma campainha a funcionar com a terra molhada nem queríamos acreditar. Foi fantástico! A terra molhada tem propriedades químicas ácidas ou alcalinas (consoante o solo utilizado). Ficámos a saber que se introduzirmos na lama um objeto de cobre, como por exemplo uma moeda e outro de zinco, como o parafuso, próximos um do outro, acontece uma reação química que produz eletricidade.

Mais uma vez foi uma aula espetacular e cheiinha de muita luz!!!

 

Pilha de lama

Pilha de lama

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Alunos da EB do Parque 4ºB

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: