Vasos comunicantes

Tal como habitualmente, a aula de Ciências teve início com uma síntese da aula anterior. Nessa aula simulámos o ciclo da água utilizando uma maqueta e percebemos que se trata de um gigantesco sistema natural de purificação da água. Entretanto, a professora Guida colocou a questão: “Para onde vai a água da precipitação?” e estava dado o mote para o primeiro tema da aula –  águas subterrâneas.

k20788186A água da precipitação que chega à superfície terrestre vai para os rios, lagos, oceanos ou infiltra-se nos solos e rochas através dos seus poros, fissuras e fraturas. Há uma parte que não chega à terra porque se evapora durante a queda.

A água atravessa solos e formações rochosas porosas e permeáveis e acumula-se sobre camadas impermeáveis. A esta acumulação de água subterrânea chama-se lençol de água ou lençol freático.

1ªexperiência

IMG_3468      IMG_3469

aguasubte

 

Na sequência deste assunto falámos sobre o estado do tempo da semana passada e todos se lembraram das inundações em Coimbra, Águeda e Amarante, provocadas pelo aumento do caudal dos rios que atravessam essas cidades (Mondego, Vouga e Tâmega, respetivamente) .

A professora explicou que ao longo dos tempos o Homem foi construindo nas margens dos rios não respeitando o chamado “leito de inundação dos rios”, como tal, em alturas de muita precipitação, as populações que vivem e têm os seus comércios nessas zonas correm riscos de cheias.

Mas, as inundações ocorreram um pouco por toda a parte e os campos ficaram alagados e surgiu a questão: “porque é que a água não se infiltrou?

Nesta altura a professora mostrou um esquema e explicou que os solos ficaram saturados.

aguasaturada

De seguida, analisámos uma figura e falámos sobre a forma como a água chega até às nossas casas.

A água é recolhida, tratada e depois armazenada em reservatórios. Depois, é transportada por um sistema de canos até às nossas torneiras.

E, sem demoras, passámos à parte experimental!

2ªexperiência

Utilizámos 2 garrafas de plástico iguais, sem tampas e que comunicavam entre si através de um tubo. Colocámos água numa das garrafas e a água passou para a outra, até atingir o mesmo nível em ambas. Este é o princípio dos vasos comunicantes.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

3ªexperiência

Depois a professora colocou a seguinte questão: “E se utilizarmos mais do que dois recipientes, com tamanhos e formas diferentes, será que o princípio dos vasos comunicantes se continua a verificar?

Foram várias as previsões: “não se verifica o princípio dos vasos comunicantes”, “a água vai dividir-se pelos 3 recipientes”, “o recipiente do meio (maior) fica com mais água”…

Fizemos a experiência utilizando 3 recipientes diferentes que comunicavam entre si. Elevámos cada um dos recipientes e testámos várias situações. No final, concluímos que, independentemente, do número, da forma e do tamanho dos vasos, a água passa de uns para os outros até atingir o mesmo nível.

Este slideshow necessita de JavaScript.

4ªexperiência

De seguida, utilizámos as 2 garrafas da 1ªexperiência mas, desta vez as tampas também foram precisas!

Primeiro, colocámos água numa garrafa, tapámos e depois elevámos essa garrafa.

Houve quem colocasse a hipótese de a água passar para a outra garrafa e quem achasse que a água não passaria.

Alguns ficaram admirados quando viram que a água não passou, mas logo perceberam que faltava a pressão do ar a empurrar a água.

Depois tirámos a tampa da garrafa e naturalmente a água começou a passar para a outra garrafa mas, eis que a professora pediu para colocar uma tampa na outra garrafa…. Sabem o que aconteceu? A água deixou de entrar… e porquê? Porque o ar ocupa espaço e não deixou a água entrar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

5ªexperiência

Para finalizar em grande fizemos um repuxo!

Verificámos que quanto mais alto estiver o reservatório e mais baixo o tubo maior é o repuxo.

IMG_3479

4º ano, Fundo de Vila

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: