Os animais – caracol

Os animais são seres vivos, ou seja: nascem, crescem e alimentam-se, reproduzem-se e morrem.

Cada espécie possui as suas próprias características, como cor, tamanho, tipo de alimentação, ambiente em que vive, revestimento do corpo, ….

Os animais também apresentam diversas formas de locomoção, podendo andar, nadar, saltar, voar, rastejar ou, simplesmente, não se locomover.

No tamanho, os animais variam muito, podendo ser considerados de porte pequeno (pulgas, sanguessugas e mosquitos), médio (sapos e cães) e de grande porte (bovinos, elefantes e baleias).
A quantidade de patas dos animais também é variável de acordo com o grupo ao qual pertencem. Alguns deles não possuem patas (esponjas e cobras), outros possuem duas patas (aves), existindo também os que possuem quatro patas (girafa, cão). Outros animais possuem seis (insetos), oito (aranha, caranguejo), ou mesmo inúmeras patas, tal como as centopeias.

O revestimento do corpo dos animais também muda bastante. Os peixes têm corpo coberto por escamas, assim como os répteis. Já nos anfíbios, estas estruturas são ausentes. As aves têm o corpo coberto por penas e os mamíferos estão cobertos por pelos. Quanto aos invertebrados, isso varia muito, mas pode-se destacar o corpo coberto por carapaça externa, típico do grupo dos artrópodes (caranguejo, aranha, centopeia, borboleta, etc.) e a presença de conchas, em muitos animais do grupo dos moluscos (mexilhão, ostra, caracol, etc.).

Quanto à alimentação os animais podem-se classificar como carnívoros aqueles que se alimentam de outros animais (leão, crocodilo, piranha); herbívoros, aqueles que só comem plantas, inteiras ou partes delas (girafa, boi, coelho); omnívoros, que comem tanto animais como plantas (porco, galinha, macaco, cão) e detritívoros, os que se alimentam da matéria morta (abutres).

Algumas espécies possuem coluna vertebral e por esse motivo são chamadas de animais vertebrados. Eles se dividem em cinco grupos: mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes. No entanto, há vertebrados sem vértebras, como no caso das lampreias. Assim, na verdade, o que todos os vertebrados têm em comum é a presença de crânio.
Os animais que não possuem coluna vertebral nem crânio são caracterizados como invertebrados, como por exemplo os moluscos.

Imagem1O nome “caracol” vem do latim cochleolus.

Os caracóis são os moluscos terrestres de concha espiralada. São animais com ampla distribuição ambiental e geográfica. Respiram através de um pulmão.

As diversas espécies de caracóis distinguem-se especialmente pela concha que é, na verdade, o esqueleto externo do animal. Essa concha é feita de calcário, e pesa pouco mais de um terço do peso total.

Os caracóis não tem audição e utilizam especialmente os sentidos do tato e do olfato que se situam em todo o corpo mas principalmente nos tentáculos já que pouco enxergam com os olhos situados nas pontas dos tentáculos superiores. Quando tocas levemente nos tentáculos ele recolhe-os rapidamente.

Os caracóis terrestres são encontrados em ambientes de solo húmido, não encharcado e são difíceis de ser observados durante o dia, uma vez que grande parte de suas atividades ocorrem durante a noite. Deslocam-se movimentando o músculo do seu único pé.

Os caracóis são essencialmente herbívoros pois comem verduras como a couve, alface, etc.

Imagem2

1º ano da Escola Eb1 de Carquejido

 

%d bloggers like this: