Estados físicos da matéria

Nas últimas aulas dos “Pequenos Cientistas Sanjoanenses”estivemos a falar sobre o estado físico da matéria. A professora levou um frasco de mel e perguntou: “Em que estado se encontra o mel?”  Ficámos um bocadinho confusos, havia quem pensasse que se encontrava no estado sólido, outros no estado líquido e quem achasse que não era sólido nem líquido.

A primeira aula teve como objetivo responder à questão:

 

Como se distinguem sólidos de líquidos?

O que nós pensávamos:

“Os líquidos escorrem e alguns são pegajosos.”

“Os líquidos molham.”

“Os líquidos tomam a forma do recipiente onde estão.”

Para podermos responder à questão fizemos a seguinte experiência: a professora  deu-nos uns saquinhos (amostras) com materiais lá dentro – azeite, leite, manteiga, sal, álcool etílico, sal e mel. Primeiro apalpámos e depois, utilizando um conta-gotas, vimos que alguns  materiais formavam gotas e outros não. Também utilizámos um termómetro para sabermos a temperatura ambiente da sala.


Concluímos que a distinção entre líquidos e sólidos faz-se pela formação ou não de gotas. À temperatura ambiente de 19,5ºC, os líquidos formam gotas (azeite, leite, álcool etílico, mel) e os sólidos não (manteiga, sal).

Na segunda aula surgiu a questão: “E se as amostras fossem colocadas a temperaturas altas ou a temperaturas muito baixas sofreriam alterações?”

As opiniões foram muitas. Então, tinha sido dado o mote para a questão problema da aula:

 

Qual o efeito da temperatura no estado físico?

Para conseguirmos responder à pergunta, tivemos que pensar como o poderíamos fazer (procedimento) e qual o material que seria necessário. Após essa discussão, demos início à experiência.

Colocámos as 6 amostras numa caixa com água quente, registámos a temperatura da água e aguardámos algum tempo. Depois, retirámos as amostras, observámos e utilizámos um conta-gotas. Verificámos que a manteiga ficou no estado líquido, ou seja sofreu fusão, o sal e os restantes materiais não sofreram alteração.

 

Entretanto, também colocámos 6 amostras no congelador, para que ficassem a temperaturas negativas. Neste caso, tivemos que esperar mais tempo.  Verificámos que o leite, o azeite e o mel ficaram sólidos, ou seja, solidificaram. Quando retirámos as amostras ficámos admirados pois o álcool continuava líquido. E isso acontece porque o álcool etílico só congela a a partir de – 139,6º C.

 

Concluímos que quando se varia a temperatura, alguns materiais mudam de estado físico, enquanto outros não (por exemplo a temperaturas negativas, o sal continua sólido e o álcool etílico continua líquido)

Registo fotográfico da atividade:


Assim, dando continuidade a este trabalho e para verificarmos a transformação dos estados físicos das matérias decidimos fazer gelatina. Foi uma atividade participativa e divertida, já que quando a sobremesa ficou pronta pudemos depois saboreá-la. Com a realização desta atividade, foi possível mostrar várias mudanças de estado físico, pudemos ver o vapor (da água quente), o sólido (do pó da gelatina) e o líquido (a água fria).

Os materiais que utilizámos foram: quatro caixas de gelatina; copos descartáveis em tamanho pequeno; colheres descartáveis; tigela, colher de pau e, é claro, frigorífico.

Antes de partir para a experiência, conversámos sobre os estados físicos das coisas, o que é líquido, o que é pastoso e o que é sólido.

Depois, foi a hora de colocar a mão na massa, preparando as receitas de gelatina, conforme as instruções das embalagens.

Durante o preparo, surgiram algumas questões sobre o estado da gelatina antes do preparo, o estado da água, se este muda quando a água é aquecida, se muda quando a água é congelada, as transformações que o pó da gelatina sofre ao adicionarmos a água, qual a necessidade de mexer bem até que o pó esteja totalmente dissolvido, etc.

Para trabalhar o estado gasoso foi preciso muito cuidado. Vimos que o vapor sobe da panela quando a água ferve e também que o vapor acumulado se transforma em água novamente, como na tampa da panela.

Após o preparo das gelatinas, falámos do processo de arrefecimento para que as mesmas mudem do estado líquido para o sólido.

No final, foi só saborear a deliciosa receita preparada pela turma.

 

Registo fotográfico

4º A e 4º B – EB1 /JI das Fontainhas

Professoras Anabela Resende e Manuela Conde

About these ads

4 Respostas

  1. QUE FOTOS GIRAS …..
    ADOREI AS MATERIAS QUE DESTE.
    . BEIJINHOS PROFESSORA GUIDA .

  2. ACHO QUE ESTOU A FICAR UMA PEQUENA CIENTISTA!!!!!!!!!!!!!

  3. a sala 3 adorou esta experiência
    bjs

  4. ESSA FOI BOA …. VOU AMANHA MESMO FAZER COM MINHA TURMA

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 65 outros seguidores

%d bloggers like this: